Manuais S4

Ícone Funcionalidades

1 - Básico

1- Fechamento diário

A data em que é registrada a entrada (lançamento) dos movimentos no sistema não é nem a do relógio do computador nem digitada pelo usuário. Ela deve ser alterada no fechamento diário pelo usuário que tenha permissão para executar este programa. O objetivo é brindar maior segurança. O fechamento é sempre para a frente, não há como voltar a data do sistema para trás, somente baixando o back up (restauração de banco de dados) do dia desejado. Por isso é recomendável fazer um backup (cópia de segurança) do sistema antes de efetuar o fechamento. Para tal, na própria tela do fechamento diário está disponível um botão que executa essa cópia (back up), aonde também consta a informação da data e hora do último back up feito através do sistema.

O sistema sempre sugere a data do dia seguinte para se a próxima data de movimento, mas você pode alterar de acordo com a necessidade.

Use o botão “iniciar fechamento” para começar o processo. Nenhum usuário pode estar utilizando o sistema neste momento. Na parte superior da tela o sistema indica quantos usuários estão logados. Deve haver apenas um, se houver mais você pode usar o programa Log dos terminais para saber quem está logado no sistema e providenciar então que saia. Esse programa fica em “sistema > log dos terminais”.

1-Navegação

Vídeo aula com instruções de como entrar e utilizar o sistema de forma geral

 

1-Tarefas e prazos

O processo de implantação é uma etapa muito crítica e fundamental para que o sistema de gestão empresarial S4 comece a gerar os benefícios em sua empresa o quanto antes. O engajamento da diretoria e dos usuários é indispensável  para isso. Nesta vídeo aula você vai saber como acompanhar todas as tarefas que fazem parte deste trabalho.

2- Cópia de segurança

É fundamental que seja feito um back up (cópia de segurança) do banco de dados do sistema todos os dias. Mesmo que você evidencie que possa ter passado anos sem precisar usar uma cópia de segurança, muitas são as ameaças que podem danificar um bem tão precioso como é o histórico de dados do sistema que controla a vida de sua empresa.

Pode ser feito de forma manual, na tela de fechamento diário (sistema > fechamento diário), ou na tela que fica em “sistema > back up do banco de dados”.

IMPORTANTE: como o próprio sistema avisa na hora de fazer a cópia de segurança, ela não deve ser feita no disco (HD) do próprio servidor, pois se ocorrer qualquer problema com ele, além de perder o banco de dados original, será perdido também o back up… Então faça a cópia num HD externo, em computadores da rede, mas o mais efetivo é também copiar num servidor na nuvem.

Mas recomendamos que utilize o recurso de back up automático, que torna está tarefa mais fácil, veja o tutorial, que também ensina como salvar o back up numa nuvem: clique aqui.

2-Conceitos básicos

Esta vídeo aula ensina de forma rápida o que é necessário saber a respeito de conceitos básicos e gerais, que são muito muito citados em diversos lugares do sistema, nas vídeo aulas, tutoriais e materiais didáticos sobre o sistema.

Conceitos como: cadastros, tabelas, movimentos, comprovantes e outros.

 

3-Usuários

No sistema cada usuário é identificado através de nome e senha. Além disso devem ser definidas quais as atribuições, as permissões que o usuário tem em relação aos recursos.

-VÍDEO AULA: clique aqui

4-Configurações gerais

Configurações da empresa: diversos parâmetros que determinam como o sistema funcionará para a empresa como um todo, valendo para todos os usuários e computadores (terminais).

Localização no sistema: Sistema > dados da empresa do sistema
-VÍDEO AULA: clique aqui

 

Configurações por terminal:  parâmetros que determinam como cada computador funcionará, valendo para todos os usuários.

Localização no sistema: Sistema > configuração por terminal
-VÍDEO AULA: clique aqui

5-Relatórios

Utilização dos relatórios do sistema
vídeo aula: clique aqui

Salvar relatórios em arquivos de diversos formatos (pdf, excel, txt e outros)
vídeo aula: clique aqui

Criar filtros favoritos
este recurso facilita muito o uso do sistema pois permite que cada usuário crie uma ou mais opções de configuração de filtros e marcação de opções para cada relatório .
Vídeo aula: clique aqui

 

 

6 – Acesso mobile Sidicom S4

O ERP S4, da Sidicom, pode ser acessado via aplicativos de conexão remota, através de um pc, notebook, celulares ou tablets. Para tal precisa estar instalado em um servidor Windows Cloud (na nuvem) ou no servidor local de sua empresa, desde que ele tenha sido configurado para receber acesso externo pela Internet. Confira no link abaixo o tutorial de como instalar o aplicativo e configurar a conexão, e tenha acesso rápido e fácil a informações essenciais para o gerenciamento da sua empresa.

Tutorial Acesso mobile Sidicom S4: Clique Aqui!

7 – Atualização S4

O processo de atualização do Sidicom S4 é muito simples e fácil de ser realizado. Todo o processo é realizado dentro do próprio S4 e de forma automática.

A seguir vamos ver os passos para realização da atualização, desde o recebimento do aviso de nova atualização até a sua instalação.

 

Tutorial atualização Sidicom S4

8 – Instalação Sidicom S4

O processo de instalação do Sidicom S4 pode ser realizado muito facilmente por você mesmo.

Confira abaixo os tutoriais de como realizar esse processo em terminais e no servidor.

Instalação em Servidor

Instalação em Terminal

Ícone Funcionalidades

2- Cadastros

1- Básicas

São tabelas com informações que servem de complemento e auxilio para cadastros e para o lançamento de movimentos no sistema. As definidas aqui como básicas são aquelas mais usadas, as mais fundamentais.

Algumas tabelas tem vinculação exclusiva ou direta com algum cadastro, como é o caso da tabela de tipo de cliente, que se encontra disponível diretamente na tela de cadastro de clientes. Certas tabelas são tão importantes que elas determinam o funcionamento de todas as operações que são lançadas no sistema e estão presentes nas pesquisas da maioria dos relatórios, como é o caso da tabela de comprovantes.

Outras tabelas tem vinculação direta com cadastros e também com movimentos. É o que o ocorre com a tabela de vendedores, pois no cadastro de clientes há um campo específico para indicar um vendedor vinculado ao cliente. Mas além disso, na hora de lançar um movimento, como uma venda, há um campo específico para indicar o vendedor, que pode ser o que vem do cadastro do cliente, ou um outro que possa ser indicado pelo usuário, desde que este tenha permissão. E por último há tabelas que tem utilidade para poder realizar lançamentos de movimentos, ou são auxiliares de outras tabelas.


COMPROVANTES

Tabela fundamental, nela são cadastrados todos os tipos de movimentos (operações) que a empresa realiza e de que forma funcionam. O sistema já é instalado com vários comprovantes prontos, mas você pode ajustar sua configuração ou criar novos de acordo com a necessidade. Também aqui estão os numeradores, que permitem numerar documentos que tem a sua numeração controlada pela sua empresa, como notas fiscais e outros.

Noções básicas, vídeo aula: clique aqui
Configurações detalhadas, vídeo aula: clique aqui
Numeradores, vídeo aula: clique aqui

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO
São as condições de pagamento oferecidas pela sua empresa nas operações com clientes e internas.

Manual: clique aqui

 

VENDEDORES
Vendedores e representantes, para registrar quem fez a venda, com cálculo ou não de comissões.

Manual: clique aqui    Vídeo aula: clique aqui

Comissões: clique aqui

 

CONFIGURAÇÃO DE TIPO DE FRETE
Definição de alguns detalhes do funcionamento do frete para impressão e cálculo na nota fiscal.

Manual: clique aqui

 

BANCOS
Indica de que maneira está previsto o pagamento de um valor que está no contas a receber ou a pagar. Pode ser carteira, cheque, depósito ou boleto bancário. É uma tabela bem simples, apenas código e nome. Já vem pronta com diversas opções, mas podem ser modificadas ou criadas novas se necessário, basta seguir as instruções dos recursos que tem nesta tela. No caso de boletos bancários há um código para identificar cada banco, que é o mesmo utilizado pelo sistema bancário brasileiro. No momento de lançar um movimento no sistema indica-se qual é o banco no campo específico para isso, e isso pode ser modificado acessando o menu “receber” na opção modifica débitos, ou no cadastro do cliente ou do fornecedor, na aba “débitos”.

Localização no sistema: cadastros > tabelas > bancos

 

CENTROS DE CUSTOS
Serve para diferenciar custos por setores, áreas, qualquer divisão em que seja necessário apropriar onde foi feita uma despesa. Pode ser um setor dentro da empresa, nesse caso o centro de custo seria “setores”, ou “setores matriz”, e o sub custo seria “comercial, compras, administrativo, financeiro, diretoria, produção, etc.). Também pode ser usado para controlar o custo com cada veículo, máquinas industriais, por exemplo.

Manual: clique aqui

 

FILIAIS
São as filiais, empresas ou unidades independentes controladas no mesmo banco de dados do sistema. Não obrigatoriamente precisam ser filiais fiscalmente (mesmo cnpj raiz). Podem ser empresas que compartilham cliente e/ou produtos. Mesmo compartilhando esses cadastros cada filial tem estoque diferenciado e os movimentos lançados, contas a pagar e receber, ficam identificados como sendo dessa filial, todos os relatórios do sistema podem ser feitos para uma filial específica ou consolidando as informações de todas. Cada filial precisa estar vinculada a um cadastro de cliente, o sistema precisa disso para realizar seus controles e fazer a organização do armazenamento dos dados. Recomendamos que seja seguida uma codificação padrão, se possível, da seguinte forma: filial 00 (matriz), cliente 10.000 / filial 01, cliente 10.001 / filial 02, cliente 10.002, e assim em diante.

Localização no sistema: cadastros > tabelas > filiais

 

TRANSPORTADORAS
Manual: clique aqui

 

CONFIGURAÇÃO DO CUSTO MÉDIO
Permite definir a formula pela qual o custo médio dos produtos é calculada. O sistema tem uma fórmula padrão, que pode ser ajustada de acordo com a necessidade de sua empresa. Cada filial tem uma configuração independente. Há como testar a formula antes de aplicar. Toda vez que a fórmula é modificada ela começa a valer para as notas de fornecedor lançadas após esse ajuste.

Localização no sistema: cadastros > tabelas > configuração do cálculo do custo médio dos produtos

 

NUMERADORES AUTOMÁTICOS
Manual: clique aqui

 

OPERADORES DE CAIXA
Serve para identificar o operador do caixa, no caso de operações de varejo ou que tem caixa que recebe valores dentro da empresa. Não confundir com a conta de caixa da tesouraria, que é onde são controlados os saldos das contas de caixa. Caixa operador é a pessoa que está cuidando da operação do caixa naquele momento.

Manual: clique aqui

 

CIDADES, ESTADOS E PAÍSES
Manual: clique aqui

 

NCM
Tabela Comum do Mercosul, é uma identificação fiscal sobre o produto, todo produto que precise ser relacionado na emissão de notas fiscais precisa ter o seu ncm indicado em seu cadastro.

Manual: clique aqui

 

IBPT
Se sua empresa tem obrigação de informar na nota fiscal e no cupom fiscal os impostos incidentes, então é necessário informar quais os percentuais dos impostos para cada NCM de produtos. O sistema oferece uma facilidade, que é a importação da tabela com essas informações disponibilizada pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Há uma tela para fazer a importação da tabela, e outra para consulta e manutenção das informações.

Localização no sistema: cadastros > tabelas > importação da tabela do IBPT
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela do IBPT

 

CONTAS DE E-MAIL
O sistema tem recursos que permitem o envio de e-mail com informações que existem dentro dele. É o caso dos avisos automáticos, do envio de pedidos e ordens de compra por -e-mail, o envio de avisos a vendedores sobre os pedidos, e muitos outros. Para cada um deles é necessário indicar qual conta de e-mail será utilizada para enviar a mensagem. Esta tabela permite indicar a configuração de cada conta de e-mail.

HABILITAR O ENVIO DE E-MAIL: para que a conta configurada seja utilizada deve ser indicado isso na tabela da filial, localizada em “cadastros > tabelas > filiais”, no campo “conta de e-mail”.

Manual: clique aqui

 

MENSAGENS DE E-MAIL
Para vários dos recursos que o sistema tem de envio de mensagens automáticas por e-mail é possível  deixar mensagens padronizadas pré-definidas.

Manual: clique aqui

1- Cadastro de clientes

Tabelas básicas do cadastro de clientes
Tabelas que precisam ser conhecidas antes de começar a cadastrar clientes.
Vídeo aula: clique aqui

Cadastro
Recursos mais utilizados, vídeo aula: clique aqui
Recursos avançados, vídeo aulaclique aqui

Modificação global
Este recurso permite fazer alterações e consultas no cadastro para um conjunto de clientes dentro de critérios de pesquisa diversos, facilitando muito tarefas que se fossem feitas cliente a cliente levariam muito tempo.
Vídeo aula: clique aqui

Agenda, contatos realizados, compromissos
Você pode lançar e vincular ao cadastro de clientes todos os contatos feitos pelos diversos setores e por diversos motivos, além de lançar compromissos e tarefas, com lembretes que funcionam através de alertas que aparecem na tela do sistema avisando o usuário.
Vídeo aula: clique aqui

Relatório de clientes, arquivo para e-mail e emissão de etiquetas
Alem de visualizar ou imprimir um relatório com as informações do cadastro de clientes, podem ser emitidas etiquetas para mala direta e também gerada uma relação de endereços de e-mail para enviar um mailing eletrônico num programa gerenciador de mensagens eletrônicas ou num software de e-mail marketing.
Localização no sistema: relatórios > clientes > cadastro de clientes e no cadastro de clientes, botão “imprimir”
Vídeo aula:
clique aqui

Não positivação
São os motivos dos pedidos de venda não terem sido fechados, confirmados pelos clientes. Pode-se ver no cadastro do cliente quais os motivos de não positivação e também um relatório que pode ser totalizado e agrupado de várias formas.
Para indicar uma ocorrência de não positivação basta trocar a situação de um pedido para “cancelado”, ou ir no cadastro do cliente no botão “não positivação”. Também pode ser indicado no APP MOBILE DE VENDAS EXTERNAS, quando não se consegue fechar um pedido com o cliente.

Vídeo aula: clique aqui

Campos obrigatórios
Podem ser definidos campos que precisam obrigatoriamente ser preenchidos pelos usuários no cadastro de clientes.
Vídeo aula: clique aqui

1- Cadastro de produtos

Tabelas básicas do cadastro de produtos
Tabelas que precisam ser conhecidas antes de começar a cadastrar produtos.
Vídeo aula: clique aqui

Cadastro
Vídeo aula: clique aqui

Produtos e seus fornecedores
Sistema permite conectar produtos a um ou mais fornecedores, indicando o código utilizado por estes e outras informações, como a unidade de estoque comercializada. Clique nas opções abaixo para assistir as vídeo aulas:

Tabela fornece-produtos
Modificação global e sequencial
Importação arquivo

1- Cadastro fornecedores

Aqui devem ser cadastrados os fornecedores e fabricantes de produtos. Além disso podem ser cadastrados fornecedores de serviços, transportadoras, de materiais diversos, inclusive aqueles para os quais não se controla estoque, enfim qualquer fornecedor com o qual se faz alguma compra, despesa ou dívida. Também é aqui que se pode cadastrar os funcionários da empresa, pois isso permite lançar as despesas com salarios, por exemplo, de forma individualizada. Para diferenciar os fornecedores deve ser usado o campo “tipo de fornecedor”, que é uma tabela que você pode configurar de acordo com a sua necessidade.

Manual: clique aqui

Relatório de fornecedores e emissão de etiquetas
Alem de visualizar ou imprimir um relatório com as informações do cadastro de fornecedores, podem ser emitidas etiquetas para correspondência.
Localização no sistema: relatórios > fornecedores > cadastro de fornecedores

2- Adicionais

São tabelas menos usadas no dia-a-dia, algumas para casos muito específicos, e outras que dependendo do segmento ou das particularidades de sua empresa nunca serão usadas.

TIPOS DE ANEXO
O sistema permite que em alguns de seus recursos seja possível anexar arquivos diversos, isso é identificado através do simbolo de um “clipe”. Os anexos ficam salvos no próprio banco de dados do sistema, o que permite centralizar a informação, facilitando a localização por parte dos usuários. Opcionalmente os anexos podem ser classificados e organizados em tipos, e para tal é necessário criar esse tipos nesta tabela.

Localização no sistema: cadastros > tabelas > tipos de anexo

 

COTAÇÃO DÓLAR (ou outra moeda)
Manual: clique aqui

 

DEPARTAMENTOS
Serve para dividir uma loja ou um local de venda em departamentos ou seções, podendo ver a venda diferenciada dessa forma somente no relatório de movimento de vendas (relatórios > vendas > movimento de vendas). Não confundir com venda por linhas de produtos, pois isso o sistema possibilita pelo uso da tabela de grupos e sub grupos, ligada ao cadastro de produtos.

Manual: clique aqui

 

AMBIENTES DO PEDIDO
Permite organizar os produtos dentro de um pedido de venda (menu “pedidos > digitação) por ambientes. Só funcionam quando o pedido estiver na situação “pendente”. Ao imprimir o relatório do pedido, através da opção “visualizar” ou “imprimir” da tela de digitação de pedidos, o sistema mostra o pedido organizando os produtos de acordo com o ambiente indicado.

Manual: clique aqui

2- Preços

LISTAS DE PREÇOS DE VENDA
Vídeo aula: clique aqui

Modificação global de listas
Vídeo aula: clique aqui

Nota fiscal fornecedor
Atualização das listas a partir das compras, seja via importação de arquivo xml da nf-e ou pela digitação da nota fiscal .
Vídeo aula: clique aqui

Ordem de produção
Atualização das listas a partir das ordens de produção (indústria) .
Vídeo aula: clique aqui

Importação de arquivos de fornecedores
Atualização das listas a partir de arquivos gerados por fornecedores ou de outras fontes. No campo “formato arquivo” verifique quais os fornecedores homologados. Além disso há uma opção genérica, o formato 15. Com ele você mesmo ode gerar ou adaptar um arquivo recebido para que o sistema possa ler. Ao lado do campo há clique num “i” para saber detalhes sobre como deve ser o conteúdo desse arquivo formato 15.
Localização no sistema: cadastros > importações de dados > listas de preços

3- Impostos

São tabelas que tratam do cálculo de impostos, fundamentais para que o lançamento de movimentos seja feito com o cálculo de tributos de forma correta. Exigem um conhecimento que vai além de saber a sua localização e utilização no sistema, mas fundamentalmente que os usuários entendam os conceitos e cálculos tributários. Ao menos um usuário em sua empresa deve ter esse conhecimento, alem de uma consultoria tributária ou contábil que dê o apoio sobre a legislação e forma de cálculo.

 

CÓDIGOS FISCAIS (CFOP)
Tabela dos códigos fiscais de operação.
Manual: clique aqui

 

ICMS
Tabela do imposto de circulação de mercadorias e serviços.
Tutorial da tabela de icm:
clique aqui
Vídeo aula completa sobre a tabela de icm:
 clique aqui
Solucionar problema de mensagem de tabela de icm inexistente: ao incluir um pedido, um movimento de venda ou uma nota de fornecedor via digitação pode aparecer uma mensagem ao lançar um produto, dizendo que a tabela de icm não existe, nesse caso siga os passos deste vídeo aula para solucionar: clique aqui

CST ICMS
Manual: clique aqui

 

IPI
Tabela do imposto sobre produtos industrializados.
Localização no sistema: cadastros > tabelas > ipi

CST IPI
Manual: clique aqui

CÓDIGOS DE ENQUADRAMENTO LEGAL DO IPI
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela de códigos de enquadramento do ipi

 

PIS E COFINS
Manual: clique aqui

CST PIS E COFINS
Manual: clique aqui

 

SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO
Cadastro para os contribuintes substitutos tributários do ICMS.
Manual: clique aqui

 

CÓDIGOS CEST
Tabela dos códigos identificadores da substituição tributária, para os produtos em que se aplica.
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela de códigos de substituição tributária (cest)

 

TABELA DIFAL
Tabela do diferencial de alíquota e fundo da pobreza.
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela de diferencial de alíquota (difal)
Vídeo aula: clique aqui

 

NATUREZA DA OPERAÇÃO
Naturezas de operação que serão indicadas na tabela de comprovantes.
Manual: clique aqui

 

TIPO DE SERVIÇO
Tabela com os códigos de tipo de serviço, que precisa ser indicado no cadastro do produto, quando está marcado como serviço.
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tipo de serviço

CÓDIGOS NBS
Nomenclatura Brasileira de Serviços
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela de códigos nbs

3-Estoque

Balanço de estoque
Serve para registrar um balanço (inventário) total ou parcial do estoque, o sistema registra a contagem e ajusta as quantidades de estoque dos produtos. Pode ser feito via digitação, com um leitor de código de barras usando um notebook, ou utilizando um aplicativo para celulares e tablets que se comunica com o sistema.
Vídeo aula: clique aqui

APP de balanço de estoque
O balanço de estoque pode ser feito utilizando um aplicativo para celulares e tablets, que auxilia muito neste trabalho, fazendo a identificação dos produtos pela leitura do código de barras. A leitura é feita usando a própria câmera do aparelho, ou você pode conectar um leitor de código de barras usando um adaptador para mini usb.
Vídeo aula: clique aqui

Demanda do estoque, estoque mínimo
Como funciona a configuração e cálculo do estoque mínimo e da demanda, que é a venda média de um produto para um determinado período de dias de venda, também chamado de “dias de rotação”. Isto é o que permite ao sistema dar sugestões de compra com a maior exatidão possível.
Vídeo aula: clique aqui

Ajustes de estoque
Lançamento no sistema de ajustes pontuais no estoque, para adicionar ou diminuir quantidades.
Vídeo aula: clique aqui

4- Agenda e CRM

Este módulo do sistema permite que cada usuário tenha uma agenda com tarefas e compromissos, podendo configurar lembretes de alerta. Um usuário pode também lançar tarefas, avisos, lembretes ou compromissos para outro usuário. Serve da mesma forma para lançar ocorrências que já aconteceram. Se estiverem vinculadas a um cliente ou fornecedor vão ficar disponíveis no respectivo cadastro na aba “agenda”. Podem ser feitos agendamentos globais (em sequencia, de forma automatizada).

Também serve como um pequeno “CRM” , pois permite manter de forma organizada e vinculada a um cliente todos os agendamentos e contatos feitos, alem dos lembretes e de atalhos que permitem chamar este recurso a partir da tela de digitação de pedidos de clientes.

Manuais, clique nas opções abaixo:
AGENDA
agenda em outros locais no sistema
agendamento automático

Vídeo aulas, clique nas opções abaixo:
parte 1
parte 2
parte 3

4- Comissões

COMISSÕES DE VENDEDORES E REPRESENTANTES

Tabela para cálculo das comissões
Vídeo aula: clique aqui

Modificação global da tabela de comissões
Vídeo aula: clique aqui

Ajustes
Ajustes nas comissões nos pedidos, vendas lançadas e notas emitidas.
Vídeo aula: clique aqui

Relatórios
Vídeo aula: clique aqui

Contas a pagar
Como lançar automaticamente as comissões no contas a pagar no momento do lançamento das vendas e demais operações com clientes.
Vídeo aula: clique aqui

Vendedores múltiplos
Como indicar mais de um vendedor numa venda e calcular as suas respectivas comissões..
Vídeo aula: clique aqui

5- Custo Médio

CUSTO MÉDIO DOS PRODUTOS

A cada compra efetuada o sistema calcula o custo médio do produto, sempre ponderando a quantidade. Toda vez que o estoque de um produto zera, o custo médio também é zerado.

Configuração do cálculo do custo médio
A fórmula que o sistema usa para realizar o cálculo do custo médio pode ser ajustada de acordo com as necessidades de sua empresa. Toda vez que a formula for modificada ela vale para as notas de compra que entrarem após essa modificação.
Localização no sistema: “cadastros > tabelas > configuração do cálculo do custo médio dos produtos”

Bonificações
As operações de compra lançadas no CFOP  29100 entram com valor zerado no cálculo do custo médio. Verificar que esse cfop em sua configuração tenha marcada a opção “bonificado”, isso fica no sistema em “cadastros > tabelas > codigo fiscal”.

Modificação e relatório do custo médio
Esta funcionalidade permite modificar o custo médio do produto e fazer um relatório cmopleto de um produto com todo o histórico da evolução do custo médio nas datas desejadas.
Manual: clique aqui

Recálculo do do custo médio de um produto
Recurso que permite recalcular o custo médio de um produto.
Localização no sistema: cadastros > produtos > modificar custo médio > aba “cálculo global”

6- Lotes e validades

Controle dos produtos com lotes
Há um cadastro no sistema no qual tem que ser indicados quais são os produtos que tem controle de lote e validade e a configuração desse controle.
Manual: clique aqui

Rastreabilidade
Relatório no qual pode ver feita a rastreabilidades dos produto, lotes e validades de diversas formas.
Manual: clique aqui

Imprimir lotes na nota fiscal
Para imprimir informações sobre lote e validade na nota fiscal deve ser feita a configuração que está no menu “nf-e > configuração da emissão da nf-e”. Nessa tela, depois de informar a filial, ir na aba “dados dos produtos > dados dos produtos 2”. Ali utilizar os “coringas” no campo “observações adicionais do produto”. No caso de produtos farmacêuticos atentar a uma opção específica que existe na aba “dados dos produtos 2”.

configuração da emissão dos dados dos produtos na nota fiscal: clique aqui
UTILIZAÇÃO DOS “CORINGAS” na emissão da nota fiscal: clique aqui

Ícone Funcionalidades

3- Movimentos (operações)

1- APP pré-venda

Localização no sistema: cadastros > palm > integração automação de vendas siva

Use o aplicativo de automação de força de vendas externa “Siva”, que tem integração com o sistema S4. Este app permite automatizar as vendas de equipes externas na modalidade de pré-vendas. O sistema faz a sincronização com o APP, enviando cadastros de clientes, produtos, preços, estoque, históricos de vendas, débitos de clientes e outras informações. Além disso é realizada a importação dos pedidos lançados no APP.

O APP pode funcionar sem conexão Internet, precisando de uma somente para sincronizar, o que consiste em transmitir os pedidos e receber atualizações de cadastros.

No sistema S4 , na tela indicada acima em “localização no sistema”, é onde estão as configurações da sincronização e do app. Nessa tela há uma série de ícones identificados através de um “i” numa bolinha azul, clicando ali há informações detalhadas sobre o funcionamento desta ferramenta.

Para baixar instalar o APP no dispositivo móvel entre em contato com nosso suporte.

1- Contas a receber

Localização no sistema: menu “receber”

Vídeo Aula: clique aqui

(Volume está baixo? Saiba como aumentar: clique aqui

1- e-commerce

Localização no sistema: cadastros > palm > carga de cadastros
Localização no sistema: cadastros > palm > importação de vendas

O sistema se comunica com ferramentas de comércio eletrônico. Há duas formas de comunicação. Uma é usando o padrão da Sidicom, nesse caso o desenvolvedor do e-commerce deve desenvolver a adaptação. O S4 também está adaptado para se comunicar com algumas plataformas, consulte nosso setor comercial para maiores detalhes. E se necessário nossa equipe pode avaliar o projeto de integração com plataformas que não consigam fazer a integração com o modelo padrão da Sidicom.

A comunicação tem duas vias. Uma que envia cadastros de, produtos, preços, estoque, e outras informações de acordo com cada projeto. Na outra via é realizada a importação dos pedidos e vendas lançados no e-commerce.

Para configurar a comunicação entre em contato com nosso suporte.

1- Movimentos internos

Localização no sistema: Vendas > Movimentos de vendas, devoluções e internos

       Nesta tela do sistema podem ser efetuados todos os tipos de movimentos internos, tais como transferências entre filiais, ajustes de estoque, etc. A forma de lançar é a mesma, só tem que ser indicado o comprovante adequado para a operação desejada.

       Movimentos internos que façam saída de estoque podem também ser lançados na tela de pedidos (pedidos > digitação). Sendo mais usado no caso de transferências entre filiais. Vale a pena usar a tela de pedidos quando se quiser que o lançamento passe por diversas situações (fases), como pendente, reserva de estoque, separação física, e outras, antes da emissão da nota ou do registro definitivo do lançamento. A diferença desta tela aqui é que ao terminar de incluir o movimento ele já é lançado de forma integral no sistema .

Vídeo aula: clique aqui

1- Ordens de compra

A ordem de compra é o registro de uma solicitação, um pedido feito a um fornecedor, ela pode ser feita de três formas, clique nas opções abaixo para saber mais:

Automática
Semi automática
Manual

Como enviar a ordem de compra ao fornecedor: clique aqui

1- Pedidos de clientes

Um pedido pode iniciar como um orçamento, depois mudar para pedido pendente (sem reserva de estoque), depois com reserva de estoque, logo vem a etapa da separação física do pedido. Após isso pode ser feita a conferência da separação e ao final do processo já pode ser emitira a nota fiscal. Pode ser lançado qualquer tipo de comprovante de cliente ou interno que faça saída no estoque, como pedidos de venda, remessas diversas e transferências entre filiais.

Configurações
A forma de funcionamento dos pedidos vai depender de como estão determinadas algumas configurações do sistema, saiba mais: clique aqui

Digitação e manutenção de pedidos
Nesta tela podem ser incluídos, consultados, modificados e excluídos, alem de terem sua situação alterada para dar continuidade ao processo de vendas.
Vídeo aula resumida: clique aqui
Vídeo aula completa: clique aqui

Reserva no estoque
Depois da inclusão do pedido chegou a hora de reservar os produtos no estoque, para isso você deve utilizar a situação “Reserva de estoque” que automaticamente o sistema irá reservar essas quantidades do saldo dos produtos garantindo tais produtos para a entrega ao cliente.
Você pode fazer isso pedido a pedido, na tela de digitação de pedidos (pedidos > digitação de pedidos), ou de forma global utilizando a tela de  “Liberação e emissão de notas” (pedidos > liberação e emissão de notas).
Vídeo aula: clique aqui

Separação física no estoque
Chegou o momento de fazer a separação física dos produtos no estoque, para tal basta mudar a situação do pedido para “separação”. Você pode fazer isso pedido a pedido, na tela de digitação de pedidos (pedidos > digitação de pedidos), ou de forma global utilizando a tela de  “Liberação e emissão de notas” (pedidos > liberação e emissão de notas). Esta opção de separação emite um relatório com a relação de produtos a serem separados, pedido a pedido, ou com uma totalizadora somando todos os produtos, de acordo com o que estiver indicado na configuração por terminal, aba pedidos.Finalizada a separação você pode seguir com a conferência do pedido ou com a emissão da nota fiscal e posterior expedição.
Vídeo aula: clique aqui

APLICATIVO PARA SEPARAÇÃO DE PRODUTOS NO ESTOQUE
Em vez de fazer a separação dos produtos por meio de um papel impresso sua empresa pode optar por fazer isso através de um APP que conduz o processo de separação de forma ágil e simples.
Vídeo aula: clique aqui

Para realizar a separação no estoque o ideal é fazer isso seguindo uma organização de endereço, existem duas opções para isso no sistema:

Endereçamento simples
Modalidade na qual cada produto tem apenas um endereço no estoque. Para configurar acesse o menu “Cadastros > Produtos > Cadastro de Produtos”, clicar na guia “estoque” e preencher os campos de zona, corredor, prateleira e gaveta.

Endereçamento múltiplo
Este modulo permite que um produto possa estar estocado em mais de um endereço no estoque, e cada endereço tem uma configuração de capacidade em volume e peso. Para configurar acesse o menu “Cadastros -> Endereçamento depósito” e realize a configuração.

Pesagem para produtos com peso variável
No caso de sua empresa comercializar produtos a granel será necessário realizar um processo antes, durante ou depois da separação, no qual  devem ser pesados os produtos para que o estoque seja baixado refletindo a quantidade exata que será entregue ao cliente. Para isso você pode utilizar o módulo de pesagem de pedidos e informar ao sistema o peso que cada produto ficou no momento da separação física. Isso fica no sistema em “pedidos > pesagem de produtos dos pedidos”. Para que isto funcione o produto que é vendido a granel deve ser identificado no cadastro de produtos ativando a opção “peso variável”.
Manual: clique aqui

Conferência da separação
Para garantir que seus clientes irão receber as mercadorias certas e nas quantidades corretas você pode utilizar uma rotina de conferência de cada pedido antes da liberação para a entrega.
Para isso você deve utilizar o módulo de conferência de pedidos (Pedidos -> Conferência de pedidos), com isso cada pedido será conferido, utilizando de preferência a leitura do código de barras, validando as quantidades dos produtos, se os produtos separados são os contidos no pedido, bem como os lotes de validades.
Vídeo aula: clique aqui

Emissão de etiquetas de expedição
Como forma de manter as suas entregas organizadas e garantir que a mercadoria será entregue no endereço correto, você pode utilizar uma identificação visual em cada embalagem que será despachada.
Para isso você pode utilizar o recurso de etiquetas de expedição, onde será possível emitir uma etiqueta para cada volume contido no pedido que será despachado. O sistema oferece vários modelos de etiquetas, basta você escolher o modelo desejado e realizar a impressão.
Com as etiquetas em mãos você deve etiquetar cada volume do pedido, com isso você garante que os produtos serão entregue para o cliente certo no local certo.
Localização no sistema: Pedidos > emissão de etiquetas para expedição
Vídeo aula: clique aqui

Emissão da nota fiscal
Para emitir a nota fiscal referente ao pedido basta utilizar a própria tela de Digitação de pedidos (pedidos > digitação) ou o de Liberação e emissão de notas (pedidos > liberação e emissão de notas).
É necessário que as configurações de emissão de nota estejam definidas, isso fica no sistema em “sistema > configuração por terminal > NF eletrônica”. Alem disso você pode configurar a forma como o danfe é impresso em “NFe > configuração da emissão da NF-e”. Também há diversas opções na configuração do emissor de NF-e da Sidicom, o CliqueNota, que fica na bandeja de aplicativos e configurações na barra de tarefas do Windows.
Vídeo aula: clique aqui

Definição de transportadora e peso total do pedido
Indicação dos dados do veículo que vai transportar, seja transportadora ou veículo próprio, e também informações sobre peso e volume totais do pedido. Para que o cálculo do peso e/ou volume seja automático essa informações devem estar preenchidas no cadastro do produto e na configuração por terminal (sistema > configuração por terminal), aba “pedidos”, deve estar marcada a opção especifica para calcular peso e/ou volume dos produtos.
Vídeo aula: clique aqui

Emissão de boleto bancário junto com a nota
Como forma de agilizar e melhorar a comunicação com seus clientes, você pode ao emitir a nota também emitir o boleto. E alem disso pode enviar o boleto em formato PDF, com isso seu cliente receberá além do XML e do DANFE em PDF, os boletos referente a cada parcela oriunda da condição de pagamento informada no momento da digitação do pedido. O envio dos boletos em PDF é realizado de forma automática, bastando você sinalizar que deseja executar este processo no módulo de “Cobrança eletrônica ( Menu: Receber -> Cobrança Eletrônica bancária)”

Expedição dos produtos
Esta etapa pode ser feita antes ou depois da emissão da nota, de acordo com o que for mais conveniente para sua empresa. Para organizar as entregas é necessário indicar qual o veículo que vai fazer o transporte. Isso é feito no campo “transportadora”. No caso de entrega própria basta cadastrar os veículos de sua empresa nessa tabela, que fica em “Cadastros > tabelas > transportadoras”.

Para indicar qual é a transportadora de um pedido isso pode ser feito na digitação do pedido, no botão “transportadora”. Há outra tela para fazer isso, que permite indicar a transportadora e ordem de entrega de um grupo de pedidos numa única operação, fica em “Pedidos > modifica transportadora dos pedidos”. Aqui podem ser organizada a entrega pelo cep, por roteiro e outras opções, alem de poder agrupar pedidos em lotes, identificando que serão entregues numa mesma remessa ou viagem.

Peso dos produtos nos pedidos: isso pode ser indicado ou calculado na tela de digitação de pedidos, no botão “transporte”. Mas também pode-se configurar o sistema para que o peso seja calculado automaticamente, isso é feito na tela que está em “sistema > configuração por terminal > pedidos”.

Para emitir um relatório com a relação das entregas recomendamos usar o relatório que está em “Pedidos > relatório por transportadora”. Verifique todas as opções que existem para encontrar a que melhor se adapta à necessidade.  Também existe um outro relatório, que está em “Pedidos > relatório de pedidos”.

Vídeo aulas referentes à expedição, clique nas opções abaixo:
Como indicar o veiculo/transportadora e o peso/volume total do pedido
Relatório de organização da expedição e entregas

Não positivação
São os motivos dos pedidos de venda não terem sido fechados, confirmados pelos clientes. Pode-se ver no cadastro do cliente quais os motivos de não positivação e também um relatório que pode ser totalizado e agrupado de várias formas.
Para indicar uma ocorrência de não positivação basta trocar a situação de um pedido para “cancelado”, ou ir no cadastro do cliente no botão “não positivação”. Também pode ser indicado no APP MOBILE DE VENDAS EXTERNAS, quando não se consegue fechar um pedido com o cliente.

Vídeo aula: clique aqui

1- Produção(indústria)

Localização no sistema: menu “produção”

Vídeo Aula: clique aqui

(Volume está baixo? Saiba como aumentar: clique aqui

2- APP pronta entrega

Localização no sistema: cadastros > palm > integração automação de vendas siva

Use o aplicativo de automação de força de vendas externa “Siva”, que tem integração com o sistema S4. Este app permite automatizar as vendas de equipes externas na modalidade de pronta entrega, que consiste em carregar veículos com mercadorias sem ter ainda os pedidos feitos pelos clientes. O sistema emite uma nota e manifesto de carga, segue-se um roteiro de visitas através do cadastro de clientes, podendo cadastrar novos clientes na rota.

Ao visitar um cliente pode-se fazer uma venda, emitindo a NF-e naquele exato momento, inclusive boleto bancário, mesmo sem conexão Internet, pois funciona em contingência.

O sistema faz a sincronização com o APP, enviando cadastros de clientes, produtos, preços, estoque, históricos de vendas, débitos de clientes e outras informações. Além disso é realizada a importação das vendas e pedidos lançados no APP.

O APP pode funcionar sem conexão Internet, precisando de uma somente para sincronizar, o que consiste em transmitir os pedidos e receber atualizações de cadastros. Se uma nf-e foi emitida sem ter conexão internet, assim que for feita uma sincronização, o sistema se encarrega na retaguarda de efetuar a validação da nota.

No sistema S4 , na tela indicada acima em “localização no sistema”, é onde estão as configurações da sincronização e do app. Nessa tela há uma série de ícones identificados através de um “i” numa bolinha azul, clicando ali há informações detalhadas sobre o funcionamento desta ferramenta.

Para baixar instalar o APP no dispositivo móvel entre em contato com nosso suporte.

2- Contas a pagar

Localização no sistema: menu “pagar”

Vídeo Aula: clique aqui

(Volume está baixo? Saiba como aumentar: clique aqui

2- NF entrada

O lançamento no sistema das notas de fornecedor pode ser feito de duas formas, clique nas opções abaixo para saber mais:

Importação arquivo xml da NF-e
Digitação

Devoluções para Fornecedores:

Vídeo Aula: Clique Aqui!
Tutorial: Clique Aqui!
Destaque de ICMS para empresas do Simples: Clique Aqui!

Validações e lançamentos
Podem ser realizadas uma série de validações e lançamentos, a fim de verificar se o que foi emitido na nota pelo fornecedor está conforme com o que foi solicitado na ordem de compra e também para adiantar o lançamento de informações como contas a pagar e atualização de preços. E isso pode ser feito mesmo antes das mercadorias chegarem à sua empresa, pois o fornecedor deve enviar o arquivo xml por e-mail ao emitir as notas. Então ela pode ser importada na situação “pendente”, na qual fica salva mas as quantidades não entram no estoque ainda, somente quando efetivamente chegar é que a nota vai ser lançada em definitivo.

Para saber quais são as validações e lançamentos que podem ser feitos clique nas opções abaixo:
Validação da ordem de compra X nota fiscal de entrada
Lançamento das contas a pagar
Atualização de preços
Validação de impostos

Recebimento e armazenamento
Uma vez que o fornecedor efetivar a entrega dos produtos em sua empresa podem ser realizadas rotinas para conferir, identificar, armazenar e organizar os produtos de acordo com as melhores práticas de gestão.
Clique nas opções abaixo para saber:
Etiquetagem
Conferência dos produtos recebidos X nota fiscal de entrada
Endereçamento no estoque

Lançar no estoque
Agora basta lançar o movimento no estoque que automaticamente a mercadoria estará disponível para venda no sistema.
Acesse o menu “Compras -> Lançamento de notas”, clique no botão “pesquisa notas” para buscar e selecionar a nota desejada, clique no botão “Lançar” e escolha a opção “lançar nota no movimento e estoque”.

Ajustes na nota depois de lançada
Depois de ter lançado a nota no movimento e estoque algumas informações não poderão mais ser modificadas, tais como as quantidades e valores dos produtos. As informações referentes a contas a pagar e lista de preços podem ser modificadas normalmente, assim como alguns campos que estão disponíveis na tela que está em “compras > altera movimento lançado”.

2- Outros movimentos

Localização no sistema: Vendas > Movimentos de vendas, devoluções e internos

       Nesta tela do sistema podem ser efetuados todos os tipos de movimentos com clientes (vendas, devoluções, remessas, lançamento de juros, adiantamentos, consignações, faturamento para entrega futura, etc.). A forma de lançar é a mesma, só tem que ser indicado o comprovante adequado para a operação desejada.

       Em relação às vendas, os efeitos finais de lançar nesta tela são os mesmos de um pedido, a diferença é que nesta tela ao terminar de incluir o movimento ele já é lançado de forma integral no sistema, baixando estoque, lançando do contas a receber ou movimentando o caixa e emitindo a nota, caso o comprovante esteja configurado para isso. Não há a possibilidade de deixar um lançamento salvo sem ele ter sido finalizado, diferentemente do pedido, que pode iniciar como um orçamento, depois ser reservado no estoque, feita a separação física, a conferência, etc.

Vídeo aula: Clique Aqui!

Como lançar e emitir notas de devolução a clientes
Vídeo aula: Clique Aqui!

Consignações e operações similares
Sistema permite um controle desses tipos de movimentações, que possibilita um controle específico das quantidades de cada produto em poder dos clientes, além de emissão de notas se necessário e outras facilidades. Pode ser usado para consignações, comodato, empréstimos e similares.
Tutorial: Clique Aqui!

Controle de Adiantamentos:
Controle pagamentos de clientes recebidos de forma antecipada utilizando os módulos de contas a receber e tesouraria.
Tutorial: Clique Aqui!

3- Outros movimentos

Localização no sistema: Compras > Lançamento de notas

       Nesta tela do sistema podem ser lançados, alem das notas fiscais de entrada,  outros os tipos de movimentos com fornecedores, tais como devoluções, consignações, remessas, etc. A forma de lançar é a mesma, só tem que ser indicado o comprovante adequado para a operação desejada.
Clique nas opções abaixo para acessar o manual:
Lançamento e manutenção de movimentos com fornecedor
Gravação e lançamento
Pontos importantes para lançar NF de importação de produtos

Lançamento e emissão de devoluções a fornecedores
Vídeo aula: clique aqui

Emissão de NF de devolução a fornecedores com destaque de impostos, quando sua empresa está no simples nacional
Tutorial: clique aqui

 

3- Tesouraria

Localização no sistema: menu “tesouraria”

É o controle das contas de banco e da caixa, com seus saldos e movimentações. A tesouraria também permite que possa ser feito um balancete de resultados (DRE) pelo regime de caixa, ou seja, pela data em que os valores entram ou saem das contas de banco e caixa. Caso contrário ele será feito pelo regime de competência, que é a data em que ocorreu o fato gerador. Esse balancete fica no sistema em “relatórios > gestão > gestão administrativa”.

Introdução – Conceito geral
Vídeo aula: clique aqui

Plano de contas de banco e caixa
Vídeo aula: clique aqui

Tabelas auxiliares e configurações básicas
Comprovantes – Vídeo aula: clique aqui
Bancos – Vídeo aula: clique aqui
Operadores de caixa – Vídeo aula: clique aqui

Segurança
Recursos que permitem definir permissões por usuário e um limite de dias para que usuários possam fazer lançamentos retroativos sem autorização prévia.
Vídeo aula:
clique aqui

Lançamentos
Despesas já pagas, transferências entre contas, lançamentos simples – Vídeo aula: clique aqui
Demais formas de lançamento das movimentações – Vídeo aula: clique aqui

Ajustes
Definição do saldo inicial das contas e ajustes no saldo – Vídeo aula: clique aqui

Modificação
Modificar lançamentos já efetuados – Vídeo aula: clique aqui

Relatórios – Vídeo aula: clique aqui

Conciliação de extrato bancário
Você pode conciliar o extrato do banco importando o arquivo do mesmo para dentro do sistema. Dessa forma fica automatizado esse trabalho, permitindo de forma mais rápida conferir se todos os lançamentos que constam no extrato estão no sistema.
Tutorial: clique aqui

 

Utilitários
Recálculo do saldo das contas: é um recurso que raramente precisa ser utilizado. Eventualmente, quando se fazem lançamentos retroativos pode ocorrer que ao recalcular o saldo até a data atual, ocorra alguma falha nesse cálculo. Então, se houver alguma dúvida ou se o saldo de um dia não estiver consistente com o do dia anterior, vale a pena rodar este recálculo.
Localização no sistema: tesouraria > utilitários > recalcula saldos do caixa
Forma de utilização: em “período” informar a data inicial para começar a fazer o recálculo. Tem que ser uma data anterior ao dia em que se constatou uma divergência no saldo. Na dúvida pode informar a data mais antiga possível, de quando se implantou ou sistema, ou 01/01/1900. O processo é rápido, cuide que nenhum usuário esteja utilizando o sistema nesse momento. No campo “conta” informe a conta que precisa ser recalculada, e caso seja mesmo necessário deixe em branco para calcular todas.

 

3- Venda varejo (nfc-e)

Localização no sistema: Vendas > Venda balcão NFC-e

Este programa registra vendas através de uma modalidade mais simplificada, direcionada principalmente ao atendimento de varejo, possibilitando utilização de leitores de códigos de barra e emissão de cupom fiscal través da modalidade

Configurações
A forma de funcionamento dos pedidos vai depender de como estão determinadas algumas configurações do sistema, saiba mais: clique aqui

4- Balancete (DRE)

Localização no sistema: relatórios > gestão > gestão administrativa

É um recurso importantíssimo para a boa gestão de uma empresa. Permite saber o resultado de qualquer período, receitas, despesas, evolução e percentual de participação de cada conta.

Introdução – Conceito geral
Vídeo aula: clique aqui
Exemplo balancete resumo: clique aqui  – Exemplo balancete detalhe: clique aqui

Tabelas básicas – Comprovantes
Vídeo aula: clique aqui

Plano de contas de receitas e despesas
Vídeo aula: clique aqui
Exemplo de plano de contas: clique aqui

Como controlar empréstimos na estrutura do plano de contas
Vídeo aula: clique aqui

Como verificar a integridade do plano de contas
Vídeo aula: clique aqui

4- Ordens de serviço

Este recurso permite controlar a execução e andamento de ordens de serviço (OS), utilizadas principalmente para assistência técnica / conserto de equipamentos, aparelhos, veículos, etc.

Tabelas básicas
Localização no sistema: Pedidos > Ordens de serviço

É preciso cadastrar algumas tabelas para pode utilizar as ordens de serviços, são elas:

  • Situação: indica em qual situação a OS encontra-se;
  • Defeitos: permite relacionar os principais defeitos para indicar na OS e depois poder fazer estatísticas. Na OS há um campo específico com mais espaço para informar mais detalhes sobre isto;
  • Tipos de garantia: serve para indicar se é garantia própria, de fabricante, etc.

Ordem de serviço
Localização no sistema: Pedidos > Digitação > botão “ordem serviço”

A OS está sempre vinculada a um pedido. Na pesquisa dos pedidos há uma aba específica para permitir pesquisar somente pedidos que tem preenchida a parte da OS (botão “ordem de serviço”). No pedido, na parte dos produtos, vai ter que ser indicado pelo menos um serviço, além de peças e outros itens que precisaram ser utilizados na OS. Na parte da OS indica-se qual o item par ao qual está sendo feito o serviço (equipamento, aparelho, veículo, máquina, etc.), além de outras informações relativas ao serviço.

Emissão de nota fiscal referente a uma ordem de serviços
O sistema emite nota fiscal eletrônica (nf-e) conjugada, que tem serviços e produtos na mesma nota, portanto precisa ter pelo menos um produto nela. Verifique se o município em que está sua empresa aceita nf-e conjugada.

5- Cobrança bancária

No sistema pode ser configurada a cobrança através de boletos bancários, ele faz a emissão do boleto, gera um arquivo de registro e processa o arquivo de retorno com as cobranças recebidas. Nas configurações pode-se indicar também para que no momento de emitir uma nota fiscal o sistema já imprima o boleto e também envie o mesmo por e-mail ao cliente, junto com a nota fiscal eletrônica. Além disso podem ser configurados avisos de débito aos clientes referentes aos boletos a vencer e vencidos.

Configuração da cobrança e geração de arquivos
Aqui é feita a configuração da carteira de cobrança de acordo com cada banco, de que forma se comporta o sistema no momento de emitir uma nota em reação a emitir o boleto e enviar ou não por e-mail, alem de estar aqui a funcionalidade de gerar o arquivo para registrar as cobranças no banco.

Vídeo aula configuração: clique aqui
Vídeo aula gerar remessa para registro: clique aqui
Manual: clique aqui

 

Importação do arquivo de retorno
Serve para ler no sistema o arquivo de retorno disponibilizado pelo banco, dessa forma a baixa dos pagamentos de boletos feitos pelos clientes entra no sistema de forma automatizada.

Manual: clique aqui

 

Emissão de boleto
Além de imprimir o boleto e enviar por e-mail logo após a emissão da nota, se assim estiver configurado, você pode realizar a impressão de boleto de forma avulsa, nesta tela específica ou no cadastro de clientes, na aba “débitos”.

Vídeo aula: clique aqui
Manual: clique aqui

 

Envio de avisos de débito por e-mail
Permite enviar por e-mail aos seus clientes lembretes de boletos que estão perto do vencimento, e também boletos que já estão vencidos, enviando eles em anexo se assim estiver configurado.

Manual: clique aqui

Ícone Funcionalidades

4- Fiscal

1- Tabelas de impostos

São tabelas que tratam do cálculo de impostos, fundamentais para que o lançamento de movimentos seja feito com o cálculo de tributos de forma correta, alem de tabelas auxiliares. Exigem um conhecimento que vai além de saber a sua localização e utilização no sistema, mas fundamentalmente que os usuários entendam os conceitos e cálculos tributários. Ao menos um usuário em sua empresa deve ter esse conhecimento, alem de uma consultoria tributária ou contábil que dê o apoio sobre a legislação e forma de cálculo.

CÓDIGOS FISCAIS (CFOP)
Tabela dos códigos fiscais de operação.
Manual: clique aqui

ICMS
Tabela do imposto de circulação de mercadorias e serviços.
Tutorial da tabela de icm: clique aqui
Vídeo aula completa sobre a tabela de icm:
clique aqui
Solucionar problema de mensagem de tabela de icm inexistente: ao incluir um pedido, um movimento de venda ou uma nota de fornecedor via digitação pode aparecer uma mensagem ao lançar um produto, dizendo que a tabela de icm não existe, nesse caso siga os passos deste vídeo aula para solucionar: clique aqui

CST ICMS
Manual: clique aqui

IPI
Tabela do imposto sobre produtos industrializados.
Localização no sistema: cadastros > tabelas > ipi

CST IPI
Manual: clique aqui

CÓDIGOS DE ENQUADRAMENTO LEGAL DO IPI
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela de códigos de enquadramento do ipi

PIS E COFINS
Manual: clique aqui

CST PIS E COFINS
Manual: clique aqui

SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO
Cadastro para os contribuintes substitutos tributários do ICMS.
Manual: clique aqui

CÓDIGOS CEST
Tabela dos códigos identificadores da substituição tributária, para os produtos em que se aplica.
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela de códigos de substituição tributária (cest)

TABELA DIFAL
Tabela do diferencial de alíquota e fundo da pobreza.
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela de diferencial de alíquota (difal)
Vídeo aula: clique aqui

NATUREZA DA OPERAÇÃO
Naturezas de operação que serão indicadas na tabela de comprovantes.
Manual: clique aqui

TIPO DE SERVIÇO
Tabela com os códigos de tipo de serviço, que precisa ser indicado no cadastro do produto, quando está marcado como serviço.
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tipo de serviço

CÓDIGOS NBS
Nomenclatura Brasileira de Serviços
Localização no sistema: cadastros > tabelas > tabela de códigos nbs

1-Notas de venda

Emissão da nota fiscal a partir dos pedidos
Para emitir a nota fiscal referente ao pedido basta utilizar a própria tela de Digitação de pedidos (pedidos > digitação) ou o de Liberação e emissão de notas (pedidos > liberação e emissão de notas). Para maiores detalhes consulte neste manual em “movimentos > com clientes > pedidos de clientes”.

 

Emissão da nota fiscal a partir da tela de movimentos de clientes
Localização no sistema: Vendas > Movimentos de vendas, devoluções e internos

       Nesta tela do sistema também podem ser emitidas notas de venda. além de qualquer tipo de nota para clientes. Basta indicar o comprovante utilizado em sua empresa para isso. Para maiores detalhes consulte neste manual em “movimentos > com clientes > outros movimentos”.
   

1-Relatórios fiscais

Localização no sistema: relatórios > fiscais

Neste menu do sistema existem alguns relatórios relativos a informações fiscais, o nome deles indica o tipo de informação que oferece.

Especial destaque para o relatório “consulta dados fiscais dos movimentos”. É muito completo, mostra todas as informações referentes a movimentações de entradas e saídas, inclusive com detalhe de produtos. Além disso gera as informações em formato excel ou compatível, o que permite o envio a escritório de contabilidade e também e realização de importação para outros sistemas, alem da edição de dados, eliminar colunas, etc, com a consequente geração de relatórios e arquivos a partir disso.

 

1-SPED

O sistema gera os arquivos no padrão do SPED Fiscal e SPED Contribuiçõees (Pis e Cofins). Fica localizado no menu “EFD- Escrituração Fiscal Digital”.

Clique nas opções abaixo para assistir as vídeo aulas:

Sped fiscal, parte 1

Sped fiscal, parte 2

Sped fiscal, parte 3

Sped contribuições (Pis e Cofins)

 

2-Exportação de dados

Se precisar gerar arquivos com as informações detalhadas das movimentações de entradas e saídas lançadas no sistema, utilize o relatório que está em “relatórios > fiscais > consulta dados fiscais dos movimentos”.

É muito completo, mostra todas as informações referentes a movimentações de entradas e saídas, inclusive com detalhe de produtos. Além disso gera as informações em formato excel ou compatível, o que permite o envio a escritório de contabilidade e também e realização de importação para outros sistemas, alem da edição de dados, eliminar colunas, etc, com a consequente geração de relatórios e arquivos a partir disso.

 

2-Outras notas

NOTAS PARA CLIENTES E MOVIMENTOS INTERNOS
Localização no sistema: Vendas > Movimentos de vendas, devoluções e internos

       Nesta tela do sistema podem ser efetuados todos os tipos de movimentos com clientes (vendas, devoluções, remessas, lançamento de juros, adiantamentos, consignações, faturamento para entrega futura, etc.). A forma de lançar é a mesma, só tem que ser indicado o comprovante adequado para a operação desejada.
      Também nesta tela podem ser emitidas notas referentes a movimentos internos, que são aqueles que não tem relação com clientes nem com fornecedores. São operações como transferências entre filiais, ajustes e aproveitamento de crédito de tributos e tantas outras, basta iniciar a inclusão escolhendo o botão “incluir interno” e utilizar o comprovante adequado.

      Para maiores detalhes consulte neste manual em “movimentos > com clientes > outros movimentos”.

 

NOTAS PARA FORNECEDORES
Localização no sistema: compras > Lançamento de notas

       Nesta tela do sistema podem ser emitidas quaisquer tipos de notas fiscais para fornecedores. Notas de devolução, remessas e tantas outras. A forma de lançar é a mesma, só tem que ser indicado o comprovante adequado para a operação desejada. Para maiores detalhes consulte neste manual em “movimentos > com fornecedores”.